Entendendo juízos historiográficos: a fortuna crítica de Gaston Bardet e Gustavo Giovannoni

Tanto Giovannoni como Bardet foram alvo de juízos historiográficos permeados por ideologias, seja no campo da arquitetura e do urbanismo, seja naquele da política. Comparar a natureza desses juízos pode ajudar a entender um quadro mais amplo de formação de um discurso hegemônico do urbanismo modernista em nível internacional. Esse discurso foi hegemônico no Brasil, não contribuindo para que ideias de práticas de urbanismo como as defendidas por Giovanonni e Bardet pudessem ter maior penetração. Além de tentar compreender a natureza desses juízos, a presente pesquisa procura suprir lacunas, problematizar hipóteses, entender a ideia de cidade e urbanismo nesses dois profissionais.

  • Pesquisador(es) Virgínia Pontual, Renata Campello Cabral e Juliana Melo Pereira
  • Ano 2015 a 2017